Adam Wingard, diretor da adaptação de Death Note produzida pela Netflix, deletou seu perfil no Twitter após se envolver em discussões acaloradas com fãs da franquia.

Antes do lançamento do filme, o diretor havia assegurado não se importar com o ceticismo que permeava as expectativas da adaptação, afirmando que as críticas feitas em relação à escolha do elenco e às suas decisões criativas até então eram infundadas, pois seus algozes ainda não haviam assistido ao filme.

No entanto, para aparente desapontamento do diretor, as reações à Death Note não foram muito favoráveis após a estreia na Netflix e, em resposta aos comentários negativos, Wingard passou a discutir frequentemente com espectadores do filme, insistindo que as críticas não passariam de “trollagem”.

Desculpe trolls, mas o artista sempre vence no final. 😉

Amo quantas pessoas se sentem pessoalmente atacadas por este tweet. É quase uma isca de trolls. Aqueles que a mordem se expõe.

Wingard também retuitava constantemente os relativamente esparsos elogios ao filme dirigidos ao seu perfil. Ao ser questionado por esta atitude por um usuário do Twitter, o diretor simplesmente zombou de sua pouca quantidade de seguidores, o que gerou ainda mais controversas na rede social.

@spacedockings: @AdamWingward você está tentando convencer a si mesmo de que seu filme não foi um lixo com todos esses retuítes?

@AdamWingward: Você está falando comigo ou com todos os seus 23 seguidores?

Você acabou de tentar envergonhar alguém por causa da quantidade de seguidores? JESUS Cristo. E depois os outros é que são trolls?

O diretor continuou insistindo que as pessoas que não estavam satisfeitas com Death Note eram somente fãs descontentes do anime, a despeito da baixa aceitação de críticos profissionais e mesmo de espectadores casuais da Netlfix (atualmente, Death Note conta com uma classificação de apenas 41% no Rotten Tomatoes, conhecido agregador de críticas de cinema e TV).

Esta conduta gerou ainda mais provocações e contendas.

@AdamWingard: Crítica cinematográfica é diferente de ficar de mimimi com cineastas no Twitter 😉 Óbvio para alguns mas não para outros. Bem pessoal, tentem dertupar isso.

@namjoonkuo: Odeio ter que dar um banho de água fria, mas os críticos de cinema estão dizendo exatamente o mesmo que as pessoas que comentam no seu Twitter. Foi um filme ruim.

@iTzNikkitty: Sabe, se seu filme não fosse sobre Death Note, ninguém sequer teria o assistido. Você não é um artista, você é só um sanguessuga.

@bbelemjian: Não é assim que se aceita críticas, cara. Pessoas que não gostam do seu trabalho não são automaticamente “haters” ou “trolls”.

Comentários com o de iTzNikkitty parecem ter particularmente afetado o ego de Wingard, pois o cineasta já havia comentado, embora sarcasticamente, que seu nome sequer constava no material de divulgação do filme.

Vi o primeiro outdoor de Death Note. Ao contrário do que pode parecer, ele não é dirigido por alguém chamado Netflix.

Em entrevista concedida em agosto, o diretor alegou ter chegado a receber até mesmo ameaças através de redes sociais.

Wingard tentou focar seus pronunciamentos no Twitter em seu novo projeto,  o filme Godzilla vs Kong, porém a polêmica em torno de Death Note não cessou e o diretor por fim deletou sua conta na rede social.

Death Note conta a história de Light Turner (Nat Wolff) um estudante de Seattle que se depara com um caderno sobrenatural jogado na terra por Ryuk (Willem Dafoe), que lhe dá a habilidade de matar qualquer pessoa, desde que saiba seu nome e seu rosto. Light decide usar o poder do Death Note para livrar o mundo de malfeitores com a ajuda de sua namorada, a líder de torcida Mia Sutton (Margaret Qualley). No entanto, ele  é antagonizado pelo misterioso detetive “L” (Keith Stanfield), que acredita que Light é apenas um criminoso comum e está determinado a detê-lo.

Death Note estreou na Netflix em 25 de agosto de 2017.

 

  • Ismael

    Esse diretor é um bossal.

  • “Wingard tentou focar seus pronunciamentos no Twitter em seu novo projeto, o filme Godzilla vs Kong…” O QUE!???

    Eu já tava achando tudo tão ruim e essa frase conseguiu me chocar mais ainda. COMO que um cara desse consegue esse tipo de projeto..? ~eu me pergunto

    • Paulo Gomes

      Eu que sou fã de Godzilla fiquei com medo …